Quando falamos em Vendas, não conseguimos ficar sem falar sobre um número muito grande de dificuldades que um (a) Vendedor (a) enfrenta.

São elas:

  • Metas mensais de Vendas;
  • Frustrações;
  • Competição, dentro e fora da empresa;
  • Clientes difíceis, chatos, exigentes;
  • Conflitos com outros departamentos da empresa;

Mas, ao mesmo tempo em que pensamos nas dificuldades, também podemos constatar um grande fato que somente a nossa profissão nos permite realizar…. Construir o nosso próprio Salário!

Isso mesmo, somos nós, Vendedores (as), que criamos o nosso próprio salário.

Vendedor e Vendedora deste meu Brasil Varonil, você é responsável por seu próprio desempenho e, por consequência, é responsável por sua própria comissão, pelas bonificações que recebe ou pelos prêmios, pagos para você, pelo atingimento de suas Metas de Vendas.

Te pergunto:

– Em qual outra Profissão você tem isso?

Quanto mais se esforçar, mais vai vender e, quanto mais vender, maior será o seu ganho.

É por isso que eu sempre comento que não consigo ver alguém, que trabalha em Vendas, reclamando de sua remuneração, afinal, ele ganha proporcional ao resultado que seu esforço gera.

Aí você pode dizer:

– Mas Dario, eu me esforço muito, demais, trabalho muito mais do que muitos Vendedores e não consigo atingir minhas metas e nem ganhar mais!

Bem, o que eu posso dizer, com relação a esta sua colocação é que, se o seu esforço é muito maior do que o seu resultado, talvez, e é quase certo que isso aconteça, é que você está errando em alguma coisa. Mas isso é conteúdo para um novo artigo com este mesmo tema, “Entender a Profissão”. Vamos em frente. Logo, em um novo artigo, abordarei outros aspectos importantes para que você entenda um pouco mais de sua Profissão.

Vendedor e Vendedora deste meu Brasil Varonil, para você, eu desejo sempre muito sucesso.

Um forte abraço e até nosso próximo encontro!